Saiba quanto o Inter gasta com o árbitro de vídeo

0 794

Nos últimos dias, o árbitro de vídeo tem sido polêmico. O Inter foi prejudicado na partida contra o Cruzeiro e apesar da insatisfação de todos os times da elite do futebol brasileiro, parte dos custos da operação é bancada pelos clubes.

Em fevereiro desta temporada foi aprovado por unanimidade a proposta para o uso do VAR. O investimento feito pela Confederação Brasileira de Futebol foi aceito após os custos serem dividido.

No total, o valor gasto será de R$ 18,6 milhões. E a CBF arcará com R$ 11,78 milhões, enquanto os clubes terão que desembolsar R$ 6,84 milhões. Por partida, o VAR custa R$ 49 mil, e a CBF banca R$ 31 mil, com as agremiações R$ 18 mil.

O clube mandante é o responsável pelo pagamento. Desta forma, R$ 18 mil por jogo, nas 19 partidas do Brasileirão em que o clube atua nos seus domínios, o valor total gasto com árbitro de vídeo por cada clube é de R$ 342 mil.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.