Marcelo Medeiros “É inaceitável chamar esse grupo de mercenário”

0 1.596

Marcelo Medeiros “É inaceitável chamar esse grupo de mercenário”. O Presidente do colorado concedeu entrevista após vitória do Inter em cima do Fluminense, por 2 a 1, no Beira-Rio.

“Esse grupo nos trouxe a uma final de Copa do Brasil. Uma final que perdemos, o que criou uma frustração muito grande. Então faltam seis jogos. O Inter está na briga e vamos lutar, como ao longo do ano e como lutamos nos últimos três anos. O Inter teve bons momentos. Nós reconhecemos que o Inter caiu de produção, mas aos jogadores não falta empenho. É inaceitável chamar esse grupo de mercenário e de covarde” disse Medeiros.

Sobre os protestos no pátio do Beira-Rio neste último sábado (9): “O sistema de operações do Beira-Rio é espetacular. A qualidade das imagens das câmeras é invejável. A gente sabe todos que estavam aqui. Algumas faixas foram pichadas dentro do estádio”.

“O clube oferece um espaço e eles usam contra o clube. Isso vai ter que mudar. Sempre defendemos a liberdade do torcedor. Haverá uma reunião e vamos fazer o que nos cabe. Identificar os que ultrapassaram o limite do protesto. Eu também sou torcedor, mas nunca depreciei nada do Inter”, declarou o presidente colorado.

Marcelo Medeiros “É inaceitável chamar esse grupo de mercenário” / Foto: Inter/Divulgação

Vitória importante:

“Se eu tivesse medo eu não seria presidente do Inter. Nós temos responsabilidades e o Inter tem todas as condições de chegar ao seu objetivo. É confiar no grupo de jogadores. Eles já renderam mais. Eles sabem disso. Por isso a importância da vitória de hoje. A forma que ela foi conquistada, depois de uma partida na quinta, com uma viagem longa. Conquistar os três pontos é sempre importante. Ainda mais em uma semana que não tem jogo no meio de semana. Temos que ganhar no domingo (contra o Corinthians) “ completou.



Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Loading...