Jornal Olé da Argentina detona VAR sobre o lance do pênalti entre Cruzeiro x Inter

0 4.444

Novamente o uso do VAR prejudicou o Inter. No jogo entre Cruzeiro x Inter, o colorado foi prejudicado. Após ser chamado para analisar o VAR, o árbitro Wagner Magalhães, marcou um pênalti inexistente cometido por Patrick. Com o pênalti, o Cruzeiro chegou ao empate.

A marcação do pênalti foi tão bizarra que repercutiu até no principal jornal da Argentina. O jornal OLÉ colocou como manchete o seguinte título. “Escândalo criminal VAR no Brasil”

“O VAR começou a ser aplicado no Brasil em 2017, na Copa do Brasil. Este ano, é aplicado nas dez datas de Brasileiro e neste último final de semana ele teve uma situação ultrajante por uma penalidade dada ao Cruzeiro contra a Inter, aos 18 minutos do segundo tempo, que foi o final de 1 a 1 para o gol da partida. Fred, no Mineirão.

Em uma disputa de bola na área, Orejuela, do Zeiro, caiu no chão diante da marca de Patricio, do Inter. Mas ninguém pediu uma falta quando o jogador da equipe local caiu no chão . O árbitro, Wagner do Nascimento Magalhães, foi convocado pelo juiz do VAR, na repetição observa-se que há contato com os pés, totalmente involuntário, e que o toque não gera o que os juízes devem considerar nesses casos, causa e efeito, que o contato causou a queda. Além disso, a jogada continuou e Orejuela não estava mais com a bola.” escreveu o jornal argentino.

Foto: Reprodução

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.