Simbolos do Inter (left)
Troféus (right)

Fernando Carvalho explica como tirou Ricardo Oliveira da final da Libertadores de 2006

Neste domingo, a RBS TV transmitiu para todo o estado, a conquista da Libertadores de 2006 pelo Inter. O empate em 2×2 no Beira-Rio, fez com que o colorado, de Abel Braga, ficasse com a taça. Naquele jogo, além de Josué, que foi expulso no Morumbi, o São Paulo teve o desfalque de Ricardo Oliveira.

Ricardo Oliveira pertencia ao Real Betis, e estava emprestado ao time paulista até o dia 10 de agosto, um dia após a final contra o colorado. Porém, a Copa do Mundo daquele ano, fez com que a final da Libertadores de 2006, em Porto Alegre, fosse adiada para o dia 16 de agosto, onde Ricardo não teria mais contrato com o São Paulo.

O São Paulo mexeu as peças e entrou em acordo com a Conmebol e FIFA para renovar o contrato por menos de 3 meses, que era o mínimo exigido naquela época. O Betis aceitou prorrogar o empréstimo até o dia da final. Fernando Carvalho ficou sabendo da jogada são-paulina e entrou em ação.

O então presidente do Inter, conversou com um advogado do Palmeiras para dar uma entrevista à uma Rádio do RS. Na conversa, o advogado afirmou que o acordo entre São Paulo e Betis era uma fraude no regulamento e poderia acarretar punições para ambas as equipes.

Após a entrevista, Carvalho copiou uma reportagem com a entrevista do advogado e enviou um fax para León Gomez, presidente do Real Betis. Após a vitória do Inter por 2×1 no Morumbi, o Real Betis emitiu uma nota informando e lamentando o não acerto da permanência de Ricardo Oliveira no São Paulo.

“O São Paulo acertou a renovação e depois rescindiria o contrato. Eu descobri isso e combinei com o advogado do Palmeiras que desse uma entrevista sobre o que significaria isso. Estaria burlando a lei da Fifa. Ou o São Paulo devolvia o jogador, ou o Betis seria punido. Foi feita a entrevista, repercutiu. Eu tirei um xerox e enviei por fax ao presidente do Betis. Mandei anônimo. Com aquilo, ele não assinou. Eu estava focado, cuidando de todos os detalhes” – contou o ex-presidente colorado, ao Globoesporte.com

 

.