Seu site de notícias do Internacional

“Faltou adaptar os jogadores”, diz Mauro Cezar sobre saída de Ramírez

0 499

O Inter anunciou a demissão do técnico espanhol Miguel Ángel Ramírez após a sequência de resultados ruins. No podcast Posse de Bola #133, Mauro Cezar Pereira avaliou como positivo a intenção do Inter ao buscar o treinador, mas faltou cautela por parte do técnico no processo para adaptar os jogadores.

“Deu tudo errado. Claro, dificilmente o técnico é o único culpado, mas me parece que ele é o maior responsável, me parece que ele não teve o entendimento da diferença de treinar um time pequeno do Equador e um grande clube brasileiro, a diferença de pressão e, esse é um ponto importante, o time estava habituado a jogar de outra forma com o Coudet, de outra totalmente diferente com o Abel e aí você rapidamente tenta colocar uma outra forma de jogar”, disse.

“Quando o Inter começou a vacilar em jogos de Libertadores ou mesmo nos jogos do estadual, ele teria que ter tido a sensibilidade de perceber, ‘não está funcionando, vamos fazer esse processo um pouco mais lento’, mas ele tentou fazer a coisa de forma muito rápida, as coisas não funcionaram, é nítido que os jogadores, ou alguns deles, não conseguem fazer ou não querem fazer, aí eu não sei, não tem como dizer se o jogador não está a fim de executar o que o técnico manda, ele não consegue executar o que ele está mandando, mas não dá para o Internacional ficar nessa situação”, completa.

“A intenção do Internacional e do seu presidente era ótima, muita gente quis o Miguel Ángel Ramírez, vocês falaram aqui o BAP, dirigente do Flamengo no começo do Posse de Bola e o BAP era favorável a ele e não ao Domènec e o Miguel Ángel Ramírez está cometendo mais erros do que o Domènec, ele está conseguindo ser pior que o Domènec foi no Flamengo, o Domènec era um problema defensivo terrível, o do Inter vai além da defesa terrível. Foram oito gols nesses últimos dois jogos, com Fortaleza e com Vitória, e essa eliminação na Copa do Brasil”, acrescentou.

“A intenção era boa, a ideia era legal, mas não deu certo. Eu acho também que isso não significa que você tem que abraçar agora o mais do mesmo. Não pode ser o Abel Braga, que vai trabalhar na Suíça, vamos trazer um técnico para montar um time fechado, que joga na ligação direta, cruzando 300 bolas, porque isso também não levou o Inter ao título, o Inter não foi campeão brasileiro. E não foi porque não teve competência nos jogos contra Sport, contra Flamengo e contra o Corinthians, jogos em que ele perdeu ou empatou, por isso perdeu o campeonato”, concluiu.

Últimas notícias

1 De 4.709
Comentários
Loading...