Alexandre Ernst faz elogios ao trabalho do técnico Eduardo Coudet

0 869

Nesta terça-feira (24), a Rádio Gre-Nal entrevistou Alexandre Ernst, que reside no Canadá e notícia os torcedores colorados nas redes sociais sobre o clube. O jornalista fez uma avaliação sobre o trabalho do técnico Eduardo Coudet e também comentou sobre a pandemia do coronavírus.

Quais seus ídolos do Inter? Meus quatro maiores ídolos do Inter, por conhecimento e por ter visto atuar, Falcão, Figueroa, Fernandão e D’Alessandro.

Avalie o treinador do Inter? Pelo histórico do Coudet, da maneira como os times que ele treinou atuavam, todos ficaram curiosos pra ver o Inter. A gente tem visto isso, um time que, mesmo já ganhando, é empurrado para o ataque. Fazia tempo que o Inter não tinha um time tão bem treinado. Fazia tempo que a gente não tinha um treinador com ideias tão diversas. Aguirre e Tite foram os últimos que liam tão bem o jogo como ele.

A saída do Canadá das Olimpíadas? Não me espanta o Canadá avisar que os seus atletas não vão pra Olimpíada, pois o primeiro ministro aqui vem dando um exemplo muito positivo desde o início, com medidas de preservação importantes. Muita gente comenta sobre o crescimento dos casos aqui no país, mas isso acontece pelo fato de ter aumentado os testes.

Como está a situação do coronavírus no Canadá? Tem algumas pessoas na rua, ignorando um pouco a importância de ficar em casa. Mas agora, essas pessoas terão que pagar multa de mil dólares. Então, não é só no Brasil que as pessoas não respeitam na totalidade. Há previsão de retorno as aulas aqui na primeira semana de maio. Se acredita que até lá, teremos menos casos e a situação mais controlada. Mas eu não acredito muito nessa previsão. Acho que estão otimistas demais.



Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Loading...